Influencer foi presa junto com 2 suspeitos em operação que investiga homicídio

No dia 18 de maio, a Delegacia Estadual de Investigações de Homicídios (DIH) realizou a prisão de Yeda Freitas, uma influenciadora digital de 30 anos, suspeita de ser cúmplice de um assassinato ocorrido em março de 2022, na cidade de Goiânia. A prisão foi efetuada durante a Operação Omertà, que resultou na detenção de outras três pessoas: Mateus Barbosa da Silva, José Camilo Pereira Bento e Antônio Luiz de Souza Filho, conhecido como Toinzinho e namorado de Yeda. 

A ordem de prisão foi emitida pelo juiz Jesseir Coelho de Alcântara, da 3ª Vara dos Crimes Dolosos Contra a Vida e Tribunal do Júri de Goiânia. Até o momento da última atualização desta reportagem, não foi possível contatar as defesas de Yeda Freitas e dos demais suspeitos para obter seus posicionamentos. 



Recomendamos